• Nutri√ß√£o Cl√≠nica
  • Psicologia Cl√≠nica | Neuropsicologia | Media√ß√£o Familiar | Nutri√ß√£o Cl√≠nica | Terapia da Fala Especialidades
  • Psicologia Cl√≠nica
  • Terapia da Fala
  • Neuropsicologia
  • Media√ß√£o Familiar

                                        Papel do mediador

A intervenção mediadora consiste em identificar de forma objetiva, imparcial e neutra a problemática ou problemáticas reais no sentido de desbloquear uma situação conflituosa ou/e apoiar na tomada de decisão, ou seja, de acompanhar os intervenientes numa reflexão para que eles encontrem a solução (a mais satisfatória possível). Deste modo, o mediador deverá atuar mediante as seguintes linhas de orientação:

- Estabelecer sua credibilidade como uma terceira pessoa imparcial e explicar o processo e as etapas da mediação;

- Acompanhar ambas as partes na busca de um entendimento satisfatório a ambos, visando aos interesses comuns e do sistema familiar;

-Favorecer uma atitude de cooperação, inibindo a confrontação frequentemente utilizada pelo sistema tradicional;

- Encorajar a manuten√ß√£o de contato e rela√ß√Ķes entre os v√°rios elementos da fam√≠lia;

- Equilibrar o poder entre os c√īnjuges favorecendo a troca de informa√ß√Ķes;

- Facilitar as negocia√ß√Ķes;

Em contexto de mediação todas as partes são "negociadores" e o mediador facilita a discussão. Este é responsável pelo processo e os envolvidos são responsáveis pelo resultado. O termo de acordo é esboçado pelas próprias partes e redigido pelo mediador.